quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Osteoclastos  

A morfogênese e a remodelação óssea são processos fisiologicamente controlados que envolvem a síntese de matriz óssea pelos osteoblastos e reabsorção óssea pelos osteoclastos. Os osteoclastos são células multinucleadas (células móveis) que têm origem comum com a linhagem de células sangüíneas e, em princípio, a hematopoiese e a osteoclastogênese podem estar sob as mesmas influências de substâncias moduladoras chamadas citocinas, as interleucinas (IL-1 e 11) e outros fatores. A descoberta do sistema de RANK/RANKL, membros da superfamilia de moléculas do TNF (Fator de Necrose Tumoral), revelou sua importância na regulação da diferenciação do osteoclasto e em sua ativação.

Os osteoclastos promovem erosão óssea, pelo que formam uma cavidade, ao longo de duas a três semanas, conhecida no osso trabécular como “lacuna de Howship“, reabsorvendo um volume de osso aparentemente determinado geneticamente. Tendo completado esta tarefa, desaparecem, sendo seu destino incerto. Os mecanismos de recrutamento, diferenciação e ativação dos osteoclastos não são totalmente conhecidos.Novas descobertas têm contribuído para uma melhor compreensão destes mecanismos e de sua sequencia de eventos. A osteoprotegerina (OPG) , uma proteína homologa aos membros da superfamília de receptores do TNF, que atua como um inibidor solúvel da maturaçnao e ativação dos osteoclastos. A ativação da OPG pode ser influenciada pela vitamina D3, os íons Ca2+, e Fator ß de Transformação do Crescimento (TGFß); e inibida pelas prostaglandinas E2 (PGE2) e os glicocorticoides.

Recentemente, descobriu-se um ligante para o OPG (OPGL – oseoprotegerin-ligand). O complexo OPGL ativa os osteoclastos e estimula a osteoclastogenese. O receptor para o OPGL é o RANK (membro da superfamília de receptores  TNF-R), que é expresso nos progenitores hematopoiéticos. Assim a ligação do complexo OPGL com o receptor RANK ativa a osteoclastogenese e promove a ativação dos osteoclastos maturos.