sábado, 5 de dezembro de 2015

Incidências

Incidências:- AP (Antero-Posterior) : R.C. penetra na região anterior e sai na posterior.


- PA (Postero-anterior): R.C. penetra na região posterior e sai na anterior.


- P (perfil): R.C. penetra com 90º em relação ao AP ou PA.- Lateral: o mesmo que perfil


- P dir. (Perfil Direito): Regiao lateral direita mais próxima do filme.


- P esq. (Perfil Esquerdo): Região lateral esquerdo mais próximo do filme.


- P int. (Perfil Interno) : Região interna ou medial do membro superior ou inferior mais próxima do filme.


- P ext. (Perfil Externo): Região externa ou lateral do membro superior ou inferior , mais próxima do filme.


- OAD (Obliqua Anterior Direita): Região direita mais próxima do filme.


- OAE (Obliqua Anterior Esquerda): Região anterior esquerda, mais próxima da filme.


- OPD (Obliqua Posterior Direita): Região posterior direita mais próxima do filme.


- OPE (Obliqua Posterior Esquerda): Região posterior Esquerda mais próxima do filme.


- OAI (Obliqua Anterior Interna): Região anterior interna ou medial do membro superior ou inferior mais próximo do filme.


- OAE (Obliqua Anterior Externa): região anterior externa ou lateral do membro superior ou inferior, mais próxima do filme.


- OPI (Obliqua Posterior Interna): Região posterior interna ou medial do membro superior ou inferior, mais próximo do filme.


- OPE (Obliqua Posterior Externa): Região externa ou lateral do membro superior ou inferior, mais próximo do Filme.


- AXIAL: o raio central percorre o maior eixo da região a ser examinada.


- TANGENCIAL: o raio central tangencia a região a ser examinada.


- SEMI-AXIAL: O raio central penetra no sentido obliquo em relação ao maior eixo da região a ser examinada.

Incidências Especiais: São as projeções que normalmente complementam as incidências de rotina.


Incidências (de):- ÁPICO-LORDÓTICA: projeção para ápice e lobo médio com o paciente em lordose forçada.


- Autotomografia: o paciente fixa a região a ser examinada e movimenta regiões que se supeponham, com finalidade de causar floucinetico destas estruturas.


- BELLOT: è a projeção obliqua de mandíbula.


- BRETON: é uma semi-axial de crânio, mais especifica para fossa posterior craniana , o mesmo que Reverchon e Towne.


- BUDIN E CHANDLER: é uma axial da coxa, projeção para colo do fêmur e articulação coxo-femural.


- CALDWELL: é a fronto –naso para face e seios da face, correspondendo ao PA de crânio.

- CHAUSSÉ II: é uma obliqua de crânio para o estudo do buraco rasgado posterior.

- CHAUSSÉ III: é uma obliqua de crânio para o estudo do osso temporal.


- CONTACTOGRAFIA: método de exame que a ampola fica encostada no paciente. Então as estruturas mais próximas do filme aparecem com boa definição e as mais afastadas ficam ampliadas perdendo sua definição.


- DESVIO CUBITAL: a mão em PA com uma flexão externa. É uma incidência para punho.- DESVIO RADIAL: A mão em P com uma flexão interna. É uma incidência para punho.


- DORSO-PALMAR: É o PA de mão- DORSO- PLANTAR: É o AP de pé.


- FERGUSON: é um AP de sacro, articulação sacro-ilíacas e articulação de L5 – S1


- FLEISCHNER: É o mesmo que a incidência ápice-lordótica.


- FROG: É um AP de articulação coxo-femural com os fêmures em obliqua quase em perfil. O mesmo que Lowenstein e Rã.


- FRONTO-NASO: É uma PA de crânio, com colimação para seios paranasais.


- GAYNER-HART: É uma axial de punho, para canal carpiano.


- GUILLEN: É uma obliqua de crânio para o estudo do buraco ótico.


- HIRTZ: É uma axial de face, e de acordo com a penetração do RC, pode ter indicação no estudo da base do crânio, osso temporal e buraco rasgador posterior.


- HJELM-LAURELL: É um PA de tórax com o paciente no decubito lateral contrario ao da suspeita do derrame pleural.


- LAWRENCE: É um perfil de braço, com RC atravessado o tórax.. O mesmo que transtoracica ou transaxilar.


- LOWNSTEIN: É um AP de articulação coxo-femural com os fêmures em obliqua quase em perfil. O mesmo que FROG e RÃ.


- LYSHOLM: É uma obliqua de crânio para estudo do buraco ótico.


- MAYER: É uma obliqua de crânio pra o estudo do osso temporal.


- MENTO – NASO: É uma semi-axial de face, principalmente para o estudo dos seios paranasais.


- OBLIQUA PÓSTERO - ANTERIOR: É uma oblíqua de face, específica para maxilar.


- PALMO DORSAL: é o AP da mão


- PFEIFFER: É uma oblíqua de crânio , para o estudo do buraco ótico.


- PIERQUIU: É a projeção axial do cotovelo.- PLANTO-DORSAL: É o PA do pé.


- PORCHER: Corresponde a uma semi-Hirtz. P rojeção para buraco rasgado posterior. O mesmo que POROT e POSSAND.


- POROT: Corresponde a um semi-Hirtz. Projeção para buraco rasgado posterior. O mesmo que PORCHER e RSSAND.


- RÃ: É um AP de articulação coxo-femural com os fêmures em obliqua quase em perfil. O mesmo que Lowensteir e FROG.


- REVERCHON: É uma semi-axial de crânio, mais especifica para fossa posterior craniana. O mesmo que Bretton e Towne.


- RHEESE: É uma obliqua de crânio, para o estudo do buraco ótico.


- ROSSAND: corresponde a um semi-hirtz, projeção para buraco rasgado posterior. O mesmo que PORCHER e POROT.


- SCHÜLLER: É um perfil de crânio, para estudo de articulação temporo-mandibular e mastóide do temporal.


- SOLIDÔNIO LACERDA: É uma oblíqua da face , para o estudo do osso zigomático.


- STECHER: É uma obliqua do punho, para estudo do osso escafóide.


- STENVERS: É uma obliqua de crânio para o osso temporal.


- THOMS: É uma axial da pelve feminina, para o estudo da posição fetal.


- TOWNE: É uma semi-axial do crânio, mais específica para fossa posterior craniana. O mesmo que REVERCHON e BRETON.


- TRANSAXILAR: É um perfil de braço com o RC atravessando o tórax. O mesmo que LAWRENCE e TRANSTORÁCICA.


- TRANSMAXILAR: É um AP de face , mais especifica para primeiras vértebras cervicais.


- TRANSORAL: é um AP de face com a boca aberta, para o estudo das primeiras vértebras cervicais.


- TRANSORBITÁRIA: É um AP de crânio, para o estudo do osso temporal.


- TRANSTORACICA: É um perfil de braço com o RC atravessando o tórax. O mesmo que LAWRENCE E TRANSAXILAR.


- TWINING: é UM PERFIL DE COLUNA CERVICO-TORACICA E TAMBÉM UTILIZADA NA MIELOGRAFIA CERVICAL E CERVICO-TORACICA.


- VAN ROSEN: Corresponde a um AP para articulação coxo – femural com os fêmures quase em perfil.


- VERTICO-BUCAL: É uma semi-axial do crânio para o estudo dos seios esfenoidais.


- Waters: é uma semi – axial para face principalmente para o estudo do maciço facial.