domingo, 19 de fevereiro de 2012

Hérnia de Morgagni

A hérnia de Morgagni é uma rara hérnia diafragmática congênita na qual ocorre
a passagem de estruturas e/ou de vísceras abdominais através do trígono esternocostal
(forame de Morgagni/espaço de Larrey).
O entendimento da anatomia do diafragma, principalmente de sua parte anterior,
é essencial para a compreensão da origem da hérnia de Morgagni. O diafragma
é formado por duas porções musculares, e cada porção, por três partes —
esternal, costal e lombar — que se unem no centro tendíneo. O trígono esternocostal
localiza-se entre as partes esternal (origina-se posteriormente ao processo xifóide
e se insere no centro tendíneo) e costal (origina-se da parte externa das seis cartilagens
costais inferiores e das quatro costelas mais inferiores, inserindo-se na parte
ântero-lateral do centro tendíneo). É um espaço que permite passagem apenas para
os vasos epigástricos superiores, juntamente com alguns linfáticos, com pequenas
fissuras diafragmáticas de formato triangular de cada lado do limite esternal
inferior, resultantes da união do septo transverso com a parede torácica



.